Como Passar no Concurso em Primeiro lugar

Atualmente passar na tão sonhada vaga de um concurso público é o sonho de inúmeras pessoas, até mesmo pela crise que estamos vivendo atualmente em nosso país, garantir uma vaga de emprego onde se ganha bem e com a chance de praticamente nunca perder a vaga, é algo que é desejo de muita gente, não temos como negar.

Mas existem ainda pessoas que não somente estão satisfeitas em somente passar em uma simples vaga, algumas possuem o desejo de serem os primeiros em suas listas de aprovados. Se este é seu caso, você poderá acompanhar agora em nosso artigo, estratégias pelas quais muitos concurseiros utilizaram para serem aprovados em primeiro lugar em muitos dos concursos mais cobiçados e disputados em todo o país. Confira.

como passar em primeiro lugar no concurso

Como ser o primeiro?

Ao conseguir passar em um concorrido concurso público, fora a enorme alegria, você pode imaginar em como é a sensação de ser o primeiro classificado em uma tão imensa e concorrida lista? Em concursos como da Polícia Federal, Tribunal Regional do Trabalho, Policia Rodoviária Federa, Tribunal Regional Federal, Petrobrás, Receita Estadual do Rio de Janeiro e Ministério da Fazenda, é preciso ser realmente o melhor para chegar no topo de listas imensamente concorridas, e hoje os campeões de pontos nestes mesmos concursos irão revelar alguns dos segredos preparatórios que utilizaram para conseguir este lugar tão desejado.

Ao se formar no curso de Direito, João Fernandes, iniciou sua dedicação em estudos para concursos públicos. Como advogado concursado do IRB-Brasil Resseguros e também do SERPRO – Serviço Federal de Processamento de Dados. Foi também aprovado em diversos concursos, mas acabou não assumindo, como por exemplo, o concorrido advogado da Petrobrás Distribuidora e também da Dataprev. Mas em 2009, ano que o mesmo assumiu o posto de oficial de Justiça Avaliador, no TRT da 1ª Região, onde permaneceu por 4 anos. Para concursos como o de juiz do trabalho, manteve uma preparação por cerca de dois anos, porém, sua bagagem de concursos anteriores ajudou e muito neste longo processo. Mas o grande diferencial é que o jovem também trabalhava enquanto se preparava, o que significa que não estudava por muitas horas a fio.

Mas sempre tomou o cuidado de conseguir manter tanto o estudo como a atualização jurídica como constantes elementos e ainda regulares em todos os dias de sua vida. Estudava onde desse, seja em bibliotecas ou na escolha de um local simplesmente tranquilo. Sempre buscou esquecer do que acontecia no mundo exterior, principalmente o que passava com seu celular, durante os momentos que eram reservados para o estudo, eram somente o momento de extrema entrega, para poder aproveitar o máximo possível dos momentos de descontração.

Curso Preparatório

Também contou com ajuda de um curso preparatório, o Toga, no próprio Rio de Janeiro, por cerca de um ano e meio. Com certeza o que ajudou bastante ele afirma ter sido a pratica de fazer resumos, principalmente em momentos de efetuar breves revisões antes das provas. Quando erramos qualquer questão, ela deve ser encanara como uma etapa que não conseguiu ser superada e contar como aprendizado. O concurseiro afirma ter tido muitas lições em todas suas reprovações. Quando indagado sobre as dificuldades que encontrou no caminho, João afirma ter guardado todas, parafraseando Fernando Pessoa, e afirmando construir ainda um castelo com todas as decepções que encontrou durante este suado e longo percurso.

Certamente com este depoimento, vemos que para você conseguir ser o primeiro de sua lista de aprovações, você precisa saber exatamente o que deseja, se dedicar em tempo real para seus estudos, mesmo que não sejam durante o dia todo. Mesmo que você tenha outros tipos de obrigações e etc., você pode sim passar em primeiro lugar em muitos dos concursos. Basta somente acreditar em você e focar exatamente no que tanto deseja.

Não tenha medo, se inspire e consiga a vaga dos seus sonhos.

 

 

Concordância Verbal para Concursos: O que mais cai em Prova?

Faaaala concurseiro(a)! Tudo beleza? Aqui é o Jordan e hoje quero falar sobre um assunto muito importante: Concordância Verbal para Concursos Públicos.

Com a ajuda de uma professora especialista no tema conseguimos fazer um excelente artigo para tirar todas as suas dúvidas. Não se trata de um tema fácil, pois os tópicos são bastante extensos e há muitas regras, bem como exceções. Isso torna a rotina de estudos mais difícil.

Algo que pode ajudar bastante os concurseiros é a percepção de como a banca pretendida costuma cobrar um determinado tipo de conhecimento. Começaremos nossa análise com uma questão deste ano, da banca FCC, cobrada em um concurso para o TRE do Paraná. Tratava-se de uma vaga para Analista Judiciário.

concordancia verbal para concursos
concordancia verbal para concursos

Concordância Verbal para Concursos

A redação estruturada de modo claro e correto, considerada a norma-padrão da língua, é:

  1. a) Se o governo que sai proviesse o sucessor de todas as informações necessárias para um bom desempenho, erros seriam evitados, visto que toda administração é, de certa forma, resultante da administração que antecedeu.
  2. b) O médico defendeu a ideia de que, se a indústria da moda não revir suas exigências para a passarela, problemas relacionados a distúrbios alimentares poderão recrudescer.
  3. c) É razoável que ele pleitee acréscimo em seu salário, mas, se algum diretor se contrapuser ao aumento esse será empecilho intransponível.
  4. d) Os técnicos disseram que as metas pareciam, durante o debate, bastante acessível, o que não os garantiu a construção de consenso sobre como articular coerentemente.
  5. e) É fato: deve ser enfrentados ali intensos desafios, porém os concorrentes não se intimidam, pois não cabem a atletas a menor dúvida sobre seu desempenho, na modalidade que é fruto da escolha deles mesmos.

Análise de questão banca FCC

A partir da análise dessa questão, poderemos verificar alguns aspectos que são bastante comuns na formulação de itens dessa banca:

  • O enunciado é amplo, ou seja, ela pode inserir qualquer tipo de erro que fira a norma-padrão. Isso significa que a FCC pode cobrar conhecimentos variados, inclusive os de concordância, dentro da mesma questão.
  • A banca costuma trabalhar com os verbos que apresentam estrutura irregular. Por exemplo, muitos acham que “prover” é um derivado de “ver”, aspecto abordado na letra A.
  • É comum que a FCC também traga casos em que o sujeito e o verbo/expressão que a ele se refere estejam afastados. Quando isso ocorre, é grande a chance de errarmos. Tal aspecto é explorado na letra D.
  • Frases em ordem inversa, quando o verbo aparece antes do sujeito frequentemente geram dúvidas. Foi exatamente este aspecto que foi explorado em E.

 

Esses são alguns dos tópicos que a FCC costuma explorar. Trata-se de uma banca que cobra os detalhes da regra ou as suas exceções. Ou seja, ela enfoca os aspectos que geram mais dificuldades e dúvidas. Por isso, quanto mais familiarizado com o modelo de questão você estiver, menor a chance de ter surpresas. Para isso, tente fazer as provas anteriores. Isso ajudará bastante.

Análise banca Cesgranrio

Agora trataremos da banca CESGRANRIO e utilizaremos uma questão do concurso para a TRANSPETRO (2016):

A regra de concordância verbal está devidamente respeitada, conforme a norma-padrão, em:

  1. a) Deviam haver muitas lembranças na cabeça do velho.
  2. b) O mar tem respostas para nossas indagações.
  3. c) Fazem pelo menos três anos daquela cena na praia.
  4. d) É demais as lembranças que nos corroem ao envelhecermos.
  5. e) Apreendeu-se, nas ondas do mar, as lembranças do velho.

 

Trata-se de uma banca muito mais direta na cobrança do conteúdo. Note que o enunciado se refere especificamente à concordância. Além disso, as frases são curtas, o que facilita a análise do candidato. E os aspectos cobrados são casos clássicos de concordância verbal. Devido a tudo isso, pode-se dizer que as provas CESGRANRIO costumam ser menos cansativas do que as de outras bancas, como a FCC, por exemplo.

Invista no seu futuro e siga estudando!

Bem-vindo ao Blog do Jordan!

Olá, pessoal! Tudo certo?

Aqui é o Jordan Morais e nesse blog eu vou passar a você algumas dicas e macetes que eu uso e já usei para ser aprovado em concursos públicos de alta concorrência.

Antes de começar a dar as dicas, preciso falar que você é muito bem vindo aqui no blog e que juntos poderemos firmar uma parceria de longo prazo.

Eu estudo para concursos desde 2015 e de lá pra cá prestei dezenas de certames, em alguns tive fracasso, em outros consegui a aprovação. Hoje sou técnico judiciário do TJ de São Paulo, mas sigo estudando em busca do meu objetivo maior que é ser aprovado no Concurso da Receita Federal em 2018.

Qual será o conteúdo do blog?

O conteúdo do blog será educativo e informativo. Vou ajudar você passando as melhores dicas de estudo e também notícias atualizadas sobre tudo o que acontece no universo dos concursos públicos. Aqui você irá saber sobre os concursos abertos, previstos e também dicas de bancas organizadoras, como Cebraspe, FCC, Vunesp e muitas outras.

Um pouco da minha experiência

Em 2014 eu estava trabalhando em um lugar que não gostava, ganhava mal e não tinha nenhum reconhecimento. Através de um anúncio de jornal eu vi que iria sair o concurso do INSS e decidi largar tudo para começar a minha preparação em 2015. Apesar de todo o esforço acabei não conseguindo passar por falta de experiência e não ter ninguém para me auxiliar nessa dura caminhada de concurseiro.

Esse é um dos motivos pelos quais criei esse blog. Ajudar você através do caminho que eu mesmo já trilhei através de dezenas de provas prestas e aprovações conquistadas.

É gratuito?

Sim. Todo o conteúdo do Blog Jordan Concurseiro é 100% gratuito e você poderá acessar quantas vezes quiser.

Por fim, gostaria de deixar abaixo a indicação desse vídeo do professor Evandro Guedes no qual ele dá uma verdadeira aula de motivação para quem quer estudar para concursos.

 

Bom, então é isso. Qualquer coisa que precisar é só deixar um comentário abaixo!