Concursos em ano eleitoral: mitos e verdades

Concursos em ano eleitoral: mitos e verdades

 

O ano eleitoral costuma ser bem confuso aos candidatos que estudam para concurso. A maioria das pessoas acham que os concursos públicos podem ser proibidos, postergados ou interrompidos.

Você pertence ao grupo de candidatos que não sabem exatamente o que diz a Lei 9.504/1997, a Lei das Eleições, sobre concursos públicos?

Se a sua resposta foi sim, este artigo é destinado a você. Após ler este artigo você não terá mais dúvidas sobre concursos públicos em ano eleitoral. Verá que muito pelo contrário, em ano eleitoral as oportunidades podem serem melhores aproveitadas por candidatos informados e atentos as novidades.

A parte da referida lei que nos interessa é:

[…] V – nomear, contratar ou de qualquer forma admitir, demitir sem justa causa, suprimir ou readaptar vantagens ou por outros meios dificultar ou impedir o exercício funcional e, ainda, ex officio, remover, transferir ou exonerar servidor público, na circunscrição do pleito, nos três meses que o antecedem e até a posse dos eleitos, sob pena de nulidade de pleno direito, ressalvados:

Res.-TSE nº 21806/2004: não proíbe a realização de concurso público.

[…] Lei nº 6.091/1974, art. 13, caput: movimentação de pessoal proibida no período entre os 90 dias anteriores à data das eleições parlamentares e o término do mandato de governador do estado.

  1. b) a nomeação para cargos do Poder Judiciário, do Ministério Público, dos tribunais ou conselhos de contas e dos órgãos da Presidência da República;

Ac.-TSE, de 20.5.2010, na Cta nº 69851: a Defensoria Pública não está compreendida nesta ressalva legal.

  1. c) a nomeação dos aprovados em concursos públicos homologados até o início daquele prazo;

[…] VI – nos três meses que antecedem o pleito:

  1. a) realizar transferência voluntária de recursos da União aos estados e municípios, e dos estados aos municípios, sob pena de nulidade de pleno direito, ressalvados os recursos destinados a cumprir obrigação formal preexistente para execução de obra ou serviço em andamento e com cronograma prefixado, e os destinados a atender situações de emergência e de calamidade pública;  […]

 

A Lei das Eleições em nenhum momento proíbe a realização de concursos públicos, ao contrário do que as maiorias das pessoas acreditam.

Os concursos não são interrompidos nem suspensos. Os concursos que estão previstos irão ocorrer normalmente. O trâmite do concurso também ocorre normalmente.

O que a Lei restringe é a nomeação dos candidatos aprovados. Vejamos então como isso ocorre. A Lei proíbe a nomeação de candidatos três meses antes das eleições até a posse dos eleitos.

Entre julho e janeiro do próximo ano, estão proibidos a homologação dos concursos. Concursos que forem homologados até junho deste ano, a nomeação ocorre sem quaisquer restrições. Mesmo no período que as nomeações estão proibidas, o resultado dos concursos públicos não muda em nada.

E mesmo no caso de candidatos aprovados em concursos públicos homologados entre julho e dezembro, não é o fim do mundo não é mesmo?

Muitos concursos em anos sem nenhuma restrições demoram um pouco para chamar os aprovados. No final das contas, em muitos concursos, o processo acaba sendo como se nada tivesse ocorrido.

Como muitos candidatos acham que o ano eleitoral é um ano fraco para concursos públicos, muitos não estarão atentos aos editais.

Esse é um grande erro. Nesses momentos que você deve redobrar o radar nas inscrições dos concursos públicos. É uma excelente oportunidade para você aproveitar para se dedicar ao máximo em cada concurso que participar.

Muitos concursos públicos estão ocorrendo e outros mais estão com previsão de lançamento este ano. Não perca nenhuma chance que tiver interesse.

O número de candidatos que deixarão de se inscrever esse ano, tende a ser os candidatos mais novatos, já que quem está nessa batalha a algum tempo sabe bem como funciona concursos em ano eleitoral.

Assim, não pegue leve nos estudos. Os seus maiores concorrentes sabem de tudo que foi explicado aqui.

Fonte: https://gwsconcursos.com.br/

O que fazer para não se distrair ao estudar para concursos

 

A parte dos estudos é algo muito importante para os concurseiros que buscam a nomeação. Sabe-se que para ter um bom desempenho, é necessário focar no que é importante, neste caso, os estudos.

Porém, nem sempre isto é fácil, pois sempre há coisas ou pessoas que podem fazer com que nós nos distraímos. E muitas vezes, parece que tudo em nossa volta seja mais interessante que os estudos. E aí você acaba ficando sem estudar direito por causa disso, e às vezes, vem até um sentimento de culpa por isso.

Mas para te ajudar, criamos aqui 7 pequenas dicas que podem te ajudar a conseguir evitar distrações desnecessárias durante os estudos para concursos. Vamos lá?

Dica 1 – Opte por estudar em horários que você seja produtivo

Escolher horários em que você sabe que não produz muito não ajuda. Você deve notar quais são os horários ou períodos que você consegue se desenvolver e pensar melhor.

Pode ser de manhã, tarde ou noite. Até de madrugada, mas tomando cuidado com a saúde e o sono. Escolhe um horário que você considera bom e estude neste momento, pois provavelmente sua concentração será maior.

Não deixe de ler também nosso último artigo sobre como fazer questões de concurso!

 

Dica 2 – Evite coisas que te deixam com sono

Às vezes, os estudos e as leituras podem parecer tediosas, causando assim muito sono. Embora se sabe que isto acontece, você deve evitar outros fatores que podem te deixar com sono na hora de dormir.

Por isso, durma bem a noite e tome um pouco de café ou algo que te ajude a te manter acordado. Assim, você evita que o sono te domine, e consegue se manter acordado.

 

Dica 3 – Escolha um ambiente no qual você consiga ficar sozinho

A escolha do local ou ambiente no qual você irá estudar também é muito importante. Isto porque o ideal é escolher um lugar tranquilo, que não tenha muitas pessoas em volta, quanto menos, melhor.

Mesmo sem ser propositalmente, as pessoas acabam fazendo ou falando coisas que pode tirar a atenção de quem pretende ficar concentrado nos estudos. Até mesmo alguém assistindo televisão pode atrapalhar.

Então, evite ao máximo contato com pessoas na hora dos estudos e escolha o local mais propício para isso.

 

Dica 4 – Opte por lugares que te ajudam a se concentrar

Não somente em relação as pessoas, há ambientes em que, mesmo sem ter ninguém, pode ter motivos para te deixar desconcentrado. Assim, procure locais que ao invés de prejudicar, estimulem a sua concentração.

Ambientes organizados em geral podem contribuir para a concentração. Arrumar a mesa, por exemplo, antes de iniciar os estudos, pode ser uma ótima atitude. Existem algumas aulas do Gran Cursos Online que podem ajudar você a se concentrar melhor.

 

Dicas 5 – Evite escutar música ou escolha músicas que ajudam a se concentrar

A maioria dos estudantes prefere estudar em silencio, e qualquer barulho mínimo pode atrapalhar essas pessoas. Se você faz parte desta maioria, foque em escolher locais onde não haverá muitos sons.

Porém, há também algumas pessoas que só conseguem estudar com música. Neste caso, escolha as músicas que te ajudem a se concentrar bem.

Dica 6 – Não fique de olho no celular

O celular é algo que atrapalha muitas pessoas na hora do estudo. Isso porque não basta ouvir o toque de alguma notificação, que querem ver e responder na hora, a ponto de não ver o tempo passar e acabar deixando os estudos de lado.

Por isso, evite o uso de celular, e pegue nele somente quando for realmente necessário ou urgente. Uma dica é deixar ele no modo vibratório.

Dia 7 – No computador, não abra a internet em outros sites

Redes sociais, sites e Youtube fazem parte da rotina de muitas pessoas.

Porém, estes devem ser deixados um pouco de lado no momento do estudo, pois são ótimas fontes de procrastinação. Crie uma disciplina de não acessar nada que não for referente ao estudo para que você não perca tempo.

 

Como fazer questões de concurso?

Como fazer questões de concurso?

 

Está preocupado com o concurso chegando? Saiba que esse tipo de preocupação é normal, porém, você talvez se sinta melhor se aprender como fazer as questões de concurso com antecedência, não é mesmo?

Baseado nisso, separamos aqui algumas dicas para que você consiga resolver sem pressa e com tranquilidade as questões.

Dica 1# – Prática de provas passadas

Realmente não há melhor maneira de um bom resultado no concurso do que a tentativa de documentos anteriores. A maioria dos órgãos das avaliações deve ter provas passados ​​disponíveis on-line.

Este processo não consiste apenas em preparar uma resposta para uma questão específica, é entender como você aborda uma questão de concurso, como estruturar sua resposta, o tempo que você deve atribuir e quais informações obterão marcas.

Dica 2# – Leia todas as perguntas com cuidado

O estresse da situação pode fazer com que você interprete mal uma questão, planeje sua resposta, comece a marcar o cartão resposta e então perceba que cometeu um erro e desperdiçou o tempo vital. 

Embora você geralmente não esteja escrevendo respostas para todas as perguntas sobre o papel, lendo todas as perguntas cuidadosamente, irá garantir que você faça as escolhas corretas e possa destacar o quanto você conhece sobre o assunto.

Não esqueça de tentar todas as perguntas que você selecionou. Se você não tem certeza da resposta, vá pela questão que lhe parece mais óbvia. Deixe os “chutes” para as últimas instâncias.

Dica 3# – Gerencie seu tempo

É aqui que você precisa ser rigoroso em si mesmo. Depois de atribuir um limite de tempo para cada pergunta, você deve seguir em frente quando o tempo estiver atingido ou não poderá dar a próxima pergunta sua atenção.

Lembre-se de deixar-se algum tempo no final para voltar suas respostas e adicionar pequenas notas ou informações sobre o assunto. Você nunca sabe, isso poderia ajudar a fazer subir de pontuação.

Dica 4# – Explore ambos os lados de um argumento

Construir seu argumento no corpo principal da sua resposta a avaliação dará sua credibilidade geral de opinião. 

As questões de língua portuguesa (que sempre cai em concursos), por exemplo, encorajam você a explorar os dois lados de um argumento e, em seguida, concluir com uma análise crítica da sua resposta.

Muitas perguntas que você aborda parecerão procurar uma resposta direta, mas, na realidade, eles querem que você analise completamente as alternativas, e encontre dois argumentos do por que estar certo. 

Não caia na armadilha de fornecer uma visão unilateral, deixar as mãos sujas e abrir a mente para outras possibilidades.

Dica 5# – Revise suas respostas completamente

Os candidatos mais inteligentes ainda podem cometer o erro de entregar seu cartão de respostas sem verificar o que marcaram. 

Verifique suas respostas o máximo que puder para ver se há erros e adicionar qualquer questão deixada em branco acidentalmente.

Você ficará surpreso com o que pode detectar nesses últimos minutos. 

Esta é a sua última chance de lançar essa cotação, listar outros pontos relevantes ou mesmo analisar cada uma de suas respostas. Agora, não é hora de soltar o seu jogo, mostre ao aplicador o que você está fazendo. Um dos sites que ajuda você nessa missão é o Estratégia Concursos.

Dica 6# – Durma bem antes do dia da avaliação

Um dia antes da avaliação, não ache que vai se sair melhor se simplesmente passar a noite acordado estudando para o exame.

Algumas pessoas fazem isso, mas acabam se saindo muito prejudicadas, pois o sono na hora da prova é grande.

Sendo assim, para mandar bem em questões de concurso, durma pelo menos 8 horas na noite anterior ao dia da prova. Assim, você poderá ter certeza de estar bem atento a avaliação.

Resolver as questões de concurso podem ser bem simples, se você seguir essas dicas e não desanimar na hora da avaliação.

 

Como se organizar para estudar para concursos

Você já deve saber que estudar para um concurso, seja qual for não é uma tarefa das mais simples, é verdade. Especialmente para quem ainda nunca teve experiências anteriores quanto aos concursos dos últimos anos, por exemplo. No entanto, existem algumas dicas práticas para que você consiga se organizar melhor para que realize um excelente concurso de forma a conseguir os objetivos. Confira!

CRIE UMA ROTINA SAUDÁVEL DE ESTUDOS

Delimite muito bem os horários para que você possa estudar todos os dias. O ideal é também realziar um quadro com todas as tarefas da semana e crie uma rotina diária que seja saudável. Tenha hora certa para acordar, comer e dormir.

CRIE UM PLANO DE ESTUDOS

Estudar em vão sem se organizar, é um erro muito comum entre os concurseiros iniciantes. Crie um roteiro bem definido, determinando quais são os assuntos que você precisa estudar, como você vai estudar cada um deles e o tempo que será dedicado para cada disciplina. Outro erro fatal é dedicar tempo demais aos assuntos de que você gosta e deixar de lado outros que exigem mais de você, que são igualmente importantes para a prova.

 

TENHA MOMENTOS DE LAZER / ENTRETENIMENTO

Não tenha dúvidas, para que sua mente esteja boa no dia real da prova, você precisa ter uma excelente alimentação, boas horas de sono e boas horas de lazer, respectivamente. Isso ajudará a manter o seu equilíbrio físico, mental e principalmente o equilíbrio emocional, que é essencial para quem estuda para um concurso público, por exemplo. Afinal de contas, você não quer ter o famoso branco ou passar mal após todo o esforço ao longo do ano, não é mesmo?

CONSULTE OS EDITAIS ANTERIORES

Normalmente, o edital costuma chegar 90 dias antes da prova oficial, mas você não precisa esperar para estudar esse período especificamente apenas quando estiver com ele em mãos. Para acelerar o processo, é aconselhável você utilizar editais de provas anteriores dos últimos anos já realizadas como referência.

REALIZE PAUSAS PARA MELHORAR SEU FOCO

É muito importante você estudar isso é fato. Porém, estudar demasiadamente não é o ideal nem mesmo produtivo. Não é possível manter o foco depois de horas sentado lendo e realizando inúmeros exercícios. Caso você tenha percebido que o seu corpo já está cansado e que a sua atenção não é mais a mesma, faça uma breve pausa de alguns minutos para dar um descanso ao seu cérebro.

 

Não deixe de ler também esses outros artigos aqui do blog:

 

Como Passar no Concurso em Primeiro lugar

Atualmente passar na tão sonhada vaga de um concurso público é o sonho de inúmeras pessoas, até mesmo pela crise que estamos vivendo atualmente em nosso país, garantir uma vaga de emprego onde se ganha bem e com a chance de praticamente nunca perder a vaga, é algo que é desejo de muita gente, não temos como negar.

Mas existem ainda pessoas que não somente estão satisfeitas em somente passar em uma simples vaga, algumas possuem o desejo de serem os primeiros em suas listas de aprovados. Se este é seu caso, você poderá acompanhar agora em nosso artigo, estratégias pelas quais muitos concurseiros utilizaram para serem aprovados em primeiro lugar em muitos dos concursos mais cobiçados e disputados em todo o país. Confira.

como passar em primeiro lugar no concurso

Como ser o primeiro?

Ao conseguir passar em um concorrido concurso público, fora a enorme alegria, você pode imaginar em como é a sensação de ser o primeiro classificado em uma tão imensa e concorrida lista? Em concursos como da Polícia Federal, Tribunal Regional do Trabalho, Policia Rodoviária Federa, Tribunal Regional Federal, Petrobrás, Receita Estadual do Rio de Janeiro e Ministério da Fazenda, é preciso ser realmente o melhor para chegar no topo de listas imensamente concorridas, e hoje os campeões de pontos nestes mesmos concursos irão revelar alguns dos segredos preparatórios que utilizaram para conseguir este lugar tão desejado.

Ao se formar no curso de Direito, João Fernandes, iniciou sua dedicação em estudos para concursos públicos. Como advogado concursado do IRB-Brasil Resseguros e também do SERPRO – Serviço Federal de Processamento de Dados. Foi também aprovado em diversos concursos, mas acabou não assumindo, como por exemplo, o concorrido advogado da Petrobrás Distribuidora e também da Dataprev. Mas em 2009, ano que o mesmo assumiu o posto de oficial de Justiça Avaliador, no TRT da 1ª Região, onde permaneceu por 4 anos. Para concursos como o de juiz do trabalho, manteve uma preparação por cerca de dois anos, porém, sua bagagem de concursos anteriores ajudou e muito neste longo processo. Mas o grande diferencial é que o jovem também trabalhava enquanto se preparava, o que significa que não estudava por muitas horas a fio.

Mas sempre tomou o cuidado de conseguir manter tanto o estudo como a atualização jurídica como constantes elementos e ainda regulares em todos os dias de sua vida. Estudava onde desse, seja em bibliotecas ou na escolha de um local simplesmente tranquilo. Sempre buscou esquecer do que acontecia no mundo exterior, principalmente o que passava com seu celular, durante os momentos que eram reservados para o estudo, eram somente o momento de extrema entrega, para poder aproveitar o máximo possível dos momentos de descontração.

Curso Preparatório

Também contou com ajuda de um curso preparatório, o Toga, no próprio Rio de Janeiro, por cerca de um ano e meio. Com certeza o que ajudou bastante ele afirma ter sido a pratica de fazer resumos, principalmente em momentos de efetuar breves revisões antes das provas. Quando erramos qualquer questão, ela deve ser encanara como uma etapa que não conseguiu ser superada e contar como aprendizado. O concurseiro afirma ter tido muitas lições em todas suas reprovações. Quando indagado sobre as dificuldades que encontrou no caminho, João afirma ter guardado todas, parafraseando Fernando Pessoa, e afirmando construir ainda um castelo com todas as decepções que encontrou durante este suado e longo percurso.

Certamente com este depoimento, vemos que para você conseguir ser o primeiro de sua lista de aprovações, você precisa saber exatamente o que deseja, se dedicar em tempo real para seus estudos, mesmo que não sejam durante o dia todo. Mesmo que você tenha outros tipos de obrigações e etc., você pode sim passar em primeiro lugar em muitos dos concursos. Basta somente acreditar em você e focar exatamente no que tanto deseja.

Não tenha medo, se inspire e consiga a vaga dos seus sonhos.

 

 

Concordância Verbal para Concursos: O que mais cai em Prova?

Faaaala concurseiro(a)! Tudo beleza? Aqui é o Jordan e hoje quero falar sobre um assunto muito importante: Concordância Verbal para Concursos Públicos.

Com a ajuda de uma professora especialista no tema conseguimos fazer um excelente artigo para tirar todas as suas dúvidas. Não se trata de um tema fácil, pois os tópicos são bastante extensos e há muitas regras, bem como exceções. Isso torna a rotina de estudos mais difícil.

Algo que pode ajudar bastante os concurseiros é a percepção de como a banca pretendida costuma cobrar um determinado tipo de conhecimento. Começaremos nossa análise com uma questão deste ano, da banca FCC, cobrada em um concurso para o TRE do Paraná. Tratava-se de uma vaga para Analista Judiciário.

concordancia verbal para concursos
concordancia verbal para concursos

Concordância Verbal para Concursos

A redação estruturada de modo claro e correto, considerada a norma-padrão da língua, é:

  1. a) Se o governo que sai proviesse o sucessor de todas as informações necessárias para um bom desempenho, erros seriam evitados, visto que toda administração é, de certa forma, resultante da administração que antecedeu.
  2. b) O médico defendeu a ideia de que, se a indústria da moda não revir suas exigências para a passarela, problemas relacionados a distúrbios alimentares poderão recrudescer.
  3. c) É razoável que ele pleitee acréscimo em seu salário, mas, se algum diretor se contrapuser ao aumento esse será empecilho intransponível.
  4. d) Os técnicos disseram que as metas pareciam, durante o debate, bastante acessível, o que não os garantiu a construção de consenso sobre como articular coerentemente.
  5. e) É fato: deve ser enfrentados ali intensos desafios, porém os concorrentes não se intimidam, pois não cabem a atletas a menor dúvida sobre seu desempenho, na modalidade que é fruto da escolha deles mesmos.

Análise de questão banca FCC

A partir da análise dessa questão, poderemos verificar alguns aspectos que são bastante comuns na formulação de itens dessa banca:

  • O enunciado é amplo, ou seja, ela pode inserir qualquer tipo de erro que fira a norma-padrão. Isso significa que a FCC pode cobrar conhecimentos variados, inclusive os de concordância, dentro da mesma questão.
  • A banca costuma trabalhar com os verbos que apresentam estrutura irregular. Por exemplo, muitos acham que “prover” é um derivado de “ver”, aspecto abordado na letra A.
  • É comum que a FCC também traga casos em que o sujeito e o verbo/expressão que a ele se refere estejam afastados. Quando isso ocorre, é grande a chance de errarmos. Tal aspecto é explorado na letra D.
  • Frases em ordem inversa, quando o verbo aparece antes do sujeito frequentemente geram dúvidas. Foi exatamente este aspecto que foi explorado em E.

 

Esses são alguns dos tópicos que a FCC costuma explorar. Trata-se de uma banca que cobra os detalhes da regra ou as suas exceções. Ou seja, ela enfoca os aspectos que geram mais dificuldades e dúvidas. Por isso, quanto mais familiarizado com o modelo de questão você estiver, menor a chance de ter surpresas. Para isso, tente fazer as provas anteriores. Isso ajudará bastante.

Análise banca Cesgranrio

Agora trataremos da banca CESGRANRIO e utilizaremos uma questão do concurso para a TRANSPETRO (2016):

A regra de concordância verbal está devidamente respeitada, conforme a norma-padrão, em:

  1. a) Deviam haver muitas lembranças na cabeça do velho.
  2. b) O mar tem respostas para nossas indagações.
  3. c) Fazem pelo menos três anos daquela cena na praia.
  4. d) É demais as lembranças que nos corroem ao envelhecermos.
  5. e) Apreendeu-se, nas ondas do mar, as lembranças do velho.

 

Trata-se de uma banca muito mais direta na cobrança do conteúdo. Note que o enunciado se refere especificamente à concordância. Além disso, as frases são curtas, o que facilita a análise do candidato. E os aspectos cobrados são casos clássicos de concordância verbal. Devido a tudo isso, pode-se dizer que as provas CESGRANRIO costumam ser menos cansativas do que as de outras bancas, como a FCC, por exemplo.

Invista no seu futuro e siga estudando!